top of page

Como trazer impacto e responsabilidade social para o Live Marketing

Atualizado: 9 de ago. de 2022



Já ultrapassamos a ideia de usar o marketing para alavancar vendas, aumentar o conhecimento dos consumidores sobre produtos e serviços. Com o avanço tecnológico e o aumento do uso de redes sociais conseguimos nos aproximar mais das pessoas e das marcas.


O Live Marketing bem aplicado oferece uma grande oportunidade de gerar impacto positivo no público trazendo-o para dentro da ação, com isso, além de criar uma percepção diferenciada, estreitamos laços ainda que esses sejam virtuais. É dar espaço à fala do consumidor sobre a marca e seu envolvimento com ela.


O estudo global Edelman Trust Barometer 2020 apontou que a confiança na marca é importante ou essencial para 90% dos entrevistados brasileiros. Com a pandemia, esse critério de confiabilidade na empresa cresceu 55 pontos em relevância. Essa confiança é o resultado da combinação entre a integridade, credibilidade do propósito e da sua conexão com os valores dos consumidores. A responsabilidade das marcas com questões sociais ultrapassou até o que se exige do governo. Ainda segundo os dados do estudo foi sugerido que as empresas conseguem gerar resultados mais eficazes no que se refere a problemas e situações sociais, ou seja, soluções tanto para o consumidor quanto para a sociedade através de ações que as empresas podem desenvolver sua responsabilidade para com o cliente.


Pensando nisso, é preciso dar atenção ao que realmente queremos oferecer e receber dos nossos clientes quando criamos nossas ações. Estamos atravessando ainda um período nebuloso onde fomos obrigados a viver reclusos. É necessário entender de fato quem é a pessoa que está do outro lado da venda, o que ela quer de nós. É ter esse cuidado de conectar marca e cliente devido aos mesmos valores que eles possuem, porém, ter cuidado para não cair naquele lugar de ser mais uma ação que não passa de mera estratégia de transparecer para o público uma ideia de ação social, mas, que na prática, não era a realidade do negócio, além de deixar negativa a imagem da empresa.


Para exemplificar com um período mais atual, diversas ações de Live Marketing foram colocadas em prática durante o período de isolamento social. Através do Facebook Live, Instagram Live, Youtube e até o Twitter acompanhamos o número de vendas aumentando justamente por algumas marcas criarem um clima mais íntimo e próximo com as pessoas que estavam em casa e que buscavam refúgios e distrações em tantas lives que foram exibidas.


Uma iniciativa que vem sendo adotada por muitas marcas é a doação de uma porcentagem de cada venda para projetos de impacto social. O interessante é despertar no cliente o sentimento de ser parte da ação e o volume de doações é proporcional ao volume de vendas.


Um outro exemplo bacana de case de sucesso de Live Marketing com um apelo social foi a primeira edição do Mutirão da Eficiência Energética, ação promovida pela Neoenergia em parceria com a Lupa, em comemoração do Dia da Eficiência Energética. A proposta consistia em oferecer trocas de lâmpadas, ações educativas para promover um comportamento mais responsável e consciente no uso da energia, troca de resíduos por desconto na conta de energia e distribuição de materiais educativos. Essa ação passou por quatro estados brasileiros.


É essencial colocar o público como o centro das ações de Live Marketing para que o objetivo seja criar um momento único em que essa pessoa se sinta próxima da sua empresa a ponto de se entregar a uma experiência que pode ficar marcada em sua mente. Isso só é possível através de uma comunicação efetiva e empática e que seja feita também com veracidade a fim de que uma boa ação não seja exibida somente por fins midiáticos, mas que cause impacto positivo na sociedade.


19 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page